Financiamento imobiliário ou consórcio, qual a melhor opção?

Foto por mastersenaiper/Pixabay

Ao adquirir um imóvel, sobretudo, ao comprar o primeiro imóvel, é muito comum que as pessoas tenham dúvidas sobre qual a melhor opção para fazê-lo e como gastar o mínimo possível.

Segundo os especialistas, de todas as opções, a ideal seria comprar um imóvel à vista. Tendo previamente guardado o dinheiro para efetuar a compra, pois nesse caso a economia é muito maior quando comparada às outras opções.

No entanto, sabemos que essa opção nem sempre é viável para grande parte da população brasileira, sobretudo em tempos de crise, como esta que o Brasil tem vivido nos últimos anos.

Pensando em tudo isso, nesse artigo você encontrará informações sobre o consórcio e o financiamento imobiliário, duas opções mais viáveis e que acabam sendo a opção de grande parte da população. Além disso, você também descobrirá quais são as vantagens e desvantagens de cada uma dessas opções.

Consórcio x financiamento imobiliário

Em primeiro lugar, quando se faz a comparação entre o consórcio e o financiamento, o primeiro item que deve entrar na discussão é a questão do recebimento imediato do imóvel.

Se, por um lado, o financiamento permite que você possa fazer uso de seu imóvel num tempo relativamente curto, no consórcio nem sempre é assim. Ao optar pelo consórcio é preciso ter em mente que você pode demorar vários meses para finalmente poder ter e fazer uso do seu imóvel.

É claro que essa demora é bastante relativa, mas segundo especialistas, o ideal é ter em mente que será necessário pelo menos a metade do período total do consórcio para receber o seu imóvel.

Por isso, se você está comprando seu primeiro imóvel e ainda paga aluguel, é sempre bom incluir na conta do consórcio o quanto você irá gastar também com o aluguel. Dessa forma, você terá uma noção mais apurada e conseguirá julgar o que é melhor para o seu caso especificamente.

Além disso, no consórcio também é possível dar lances, ou seja, oferecer valores para adiantar o recebimento do seu imóvel. O que também pode tornar o processo mais rápido.

O segundo aspecto a se considerar é a questão do preço. Por um lado, o financiamento costuma ter altas taxas de juros, há casos até em que o comprador acaba pagando quase 50% a mais só de juros.

O consórcio por sua vez, conta com taxas de administração, mas que normalmente são muito mais baixas. Fazendo com que o valor total pago ao fim das parcelas seja muito menor do que no caso do financiamento.

Outro fator muito importante na hora de optar por um dos dois é o valor das parcelas, que costumam ser menores para os consórcios. Portanto, se no momento a renda familiar não for muito alta, talvez o ideal seja optar pelo consórcio.

Além de tudo isso, é preciso considerar que o financiamento também exige comprovação de renda familiar, enquanto o consórcio não exige, fazendo dessa uma opção mais fácil para quem também teria dificuldade em comprovar a renda.

Hoje, existe no mercado uma infinidade de opções tanto para quem quer financiar ou para quem quer participar dum consórcio de imóveis.

Acima você conferiu quais são as vantagens e desvantagens de cada uma dessas duas possibilidades.

No entanto, como você pode perceber na hora de optar por uma das duas é preciso levar em conta o seu caso específico. Pensando, por exemplo, em qual a renda familiar no momento, se você já possui um imóvel, se existe a possibilidade de oferecer lances no caso de optar pelo consórcio etc.

É só fazendo uma avaliação específica para você, pensando no seu momento financeiro atual, que você descobrirá qual destas duas oferece a melhor possibilidade para você.

E você, já sabe por qual das duas vai optar? Deixe sua opinião nos comentários, assim você também ajuda outros leitores.

Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.